terça, 21 de junho de 2022 - 09:32h
Estratégia garante aplicação de mais de 2 mil doses de vacina nos portos de Macapá e Santana
Ao longo de duas semanas, a ação levou imunizantes contra sarampo, covid-19, influenza e febre amarela para as pessoas que utilizam os transportes fluviais.
Por: Rafaela Bittencourt
Foto: Rafaela Bittencourt/SVS
Técnicos do governo trabalharam na imunização.

Em duas semanas de atividades nos portos de Macapá e Santana, técnicos do Governo do Amapá aplicaram 2.154 doses de vacinas na população que transita entre as duas cidades e os municípios do Pará.

A campanha Divisa sem Sarampo busca barrar a doença nas regiões de circulação entre ambos os estados. A ação alcançou viajantes, trabalhadores e ribeirinhos com imunizantes contra sarampo, covid-19, influenza e febre amarela, esta última passou a ser ofertada na última semana de campanha. 

A estratégia aconteceu durante os horários de chegadas e partidas das embarcações, sobretudo acompanhando a maré de navegação. As equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS-AP) também ofertaram a testagem contra a covid-19 para a população circulante nessas áreas.

“Tivemos equipes disponíveis em diversos horários para atendimento da população; eles estiveram durante as manhãs, tardes e até início da noite nos portos para ofertar a vacina e alcançar o maior número de pessoas possíveis, o resultado é considerado satisfatório”, explica a coordenadora da Unidade de Imunobiológicos do Amapá, Angélica Oliveira.

A ação é uma parceria com o estado do Pará, que também aplicou as doses de vacina na área de navegação do município de Afuá.

Sarampo

A ação de vacinação nos portos iniciou após a necessidade de aumentar a cobertura vacinal no Amapá, sobretudo, em relação ao sarampo. Atualmente, o número de casos da doença registrados no estado é de 29 casos, sendo eles notificados nos municípios de Macapá, Santana, Pedra Branca do Amapari, Mazagão e Oiapoque.

A cobertura vacinal está em 11,38% para o público de crianças – o mais afetado pela doença, principalmente as menores de 1 ano de idade; e de 20,23% para profissionais da saúde – que também compõem o público da campanha de combate à doença do Ministério da Saúde.

O Governo do Amapá mantém outras estratégias para aumentar a imunização, uma delas é a Vacina em Casa, que leva imunizantes às residências de moradores de Macapá e Santana - os dois municípios mais populosos do estado.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SVS - Superintendência de Vigilância em Saúde
Rua 13 de Setembro nº 1889 - Bairro Buritizal - - gabinete@svs.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2022 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá